A ditadura da quarentena

Por Ana Emília

Ao abrir uma gaveta na casa da minha mãe, deparei-me com a seguinte maravilha:

Ô coisa mais feia do mundo!

Ô coisa mais feia do mundo!

E fui invadida por uma turbilhão de recuerdos pós-parto. Pós-cesariana, no meu caso. Que dureza. Como dói uma cesariana. E não é por um dia ou dois, é por muito tempo.

Eu lembro claramente das fisgadas que eu sentia na barriga, principalmente quando a Anita me dava uns chutezinhos. Parece mentira, mas até hoje sinto dor ali, às vezes.

Imagino que quem faz parto normal tenha – de fato – uma recuperação bem melhor. Tenho várias amigas que comprovam esta teoria, como a Dani Cedola, que 8 anos depois de uma cesariana, teve sua Alexia Caterina da forma natural.

Pois bem, se uma mulher tem um filho de parto normal e nas horas seguintes já sai correndo por aí, tudo bem ela poder ‘retomar’ sua vida sexual 30 ou 40 dias depois do parto. Mas, peraí, se você passou por um procedimento no qual te cortaram 6 camadas de pele na região pélvica, acho uma tremenda injustiça a sociedade (familiares, conhecidos, médicos e a parte interessada) fazer pressão para você transar quando ainda não se sente à vontade para tal.

O que as pessoas que não têm filho não entendem (ou esquecem – até eu tinha esquecido até encontrar o tal calçolão) é que a maternidade nos deixa muito fracas, vulneráveis e instáveis, sexualmente falando.

O leite (e o seu cheiro) também complicam bastante as coisas. Mas, é tudo transitório e com o tempo a gente se adapta à vida conjugal com filho. Cada mulher tem o ‘seu tempo’ para essa adaptação.

Outra coisa muito injusta que eu escuto são os comentários machistas a respeito dessa questão, muitos deles vindos de mulheres. Tem gente que acha normal um marido procurar outras mulheres nesse período (filho pequeno) porque a sua mulher não se interessa por sexo.

Em que mundo estamos? Um homem que pensa assim não merece ter uma família. E uma mulher que pensa ou aceita isso, bem_ não merece ser minha amiga.

Anúncios

10 Respostas para “A ditadura da quarentena

  1. Somos totalmente contrarios a essa festa da uva dos médicos em só e em todos os casos, unicamentente fazer a cezariana com hora, dia, minutos e segundos programados dentro da carteira e tempinho precioso do profissional da coisa toda. Aqui no Brasil isso virou tipo moda. PARTO NORMAL, NATURAL? É coisa de POBRE, coisa de índio…sei lá. Sair por lá? Estragar o meu playground? Você ouve as mais inacreditáveis barbaridades. Tivemos dois partos normais e se PRECISASSE…fariamos a cezariana em segundo caso. Sem comparações. Tanto para a mãe quanto para a cria. Isso é um abuso e tenho certeza que está errada essa conduta. Mejo!

  2. Ana,
    em primeiro lugar que honra ser citada no seu blog que eu adoro!!!
    Depois de ter feito uma cesarea e um parto normal posso dizer sem sombra de duvidas que o parto normal e’ MUITO melhor! As contracoes doem, mas voce pode tomar anestesia (como eu tomei) e nao sofre nada! Duas horas apos o parto eu ja estava de pe tomando banho… A recuperacao e’ infinatamente melhor (apesar de que a maioria das mulheres toma uns pontos na regiao do perineo) e depois de uma semana eu ja me sentia nova em folha. A barriga fica bem menos inchada tambem e vc nao tem aquele corte horrivel. A Alexia nasceu e ja veio direto para o meu colo e pode mamar. Eu nao a perdi de vista um minuto sequer apos o nascimento. Nao e’ maravilhoso?
    Os comentarios que o Chito fez acima sao mto reais… Tem muita gente idiota que fala este monte de barbaridades simplesmente por serem ignorantes e nao entenderem o que e’ um parto (vs o que e’ uma cirurgia cesarea).
    E no Brasil e’ a festa da cesarea. Aqui na inglaterra e na europa em geral parto normal e’ a norma… e deveria ser assim no Brasil.
    beijos
    Dani

  3. Viva a turma do Castelo de Diamantes!!! A Liana está a caminho? hehehehehe

  4. a Ana me contou desta historia de castelo de diamantes… nao sabia!! tambem, sou (era) mae de menino somente!!
    Liana nao vem nao…. so Eliana mesmo, minha mae 🙂

  5. KKKKKKKKKKKK!
    “Ô coisa mais feia do mundo!” Coitada.^^
    Seus textos abordam temas bem legais, acho que muitos homens não entendem o quanto a mulher sofre com essas “mudanças”. Hoje eu entendo, acompanhei de perto a gravidez de uma amiga, ela sempre me falou tudo e sei bem pelo que a mulher passa nessas horas.

    Adorei esse Blog.

    Bjusss;

  6. Apesar do parto normal ser muito mais fácil para recuperação no pós parto, os hormônios que estimulam a produção de leite são altamente anti-sexo.
    Lembro que eu e o Léo sofremos para recuperarmos nossa vida sexual, e ele sempre foi um amor. E é este o papel do pai, aliás o que significam alguns meses em relação aos trocentos meses que termos para ter uma vida sexual que traga prazer aos dois.
    Já ouvi pessoas dizendo para parar a amamentação para que a líbido voltasse, que absurdo!!!!
    Deixar de dar imunidade ao filho, fazê-lo crescer com saúde, para dar uma gozada, pelo amor de Deus, né?
    O homem que acha que sexo é só para satisfazer suas necessidades, sem se preocupar ou sem desejar que a parceira tenha prazer também, que vá a um sex shop, compre uma boneca inflável e não encha o saco, egoísta, filho da mãe!
    Maitê

  7. TENHO 21 ANOS E A DOIS MESES TIVE MEU PRIMEIRO FILHO, MEU PARTO FOI CESARIA E TIVE UMA BOA RECUPERAÇÃO NA CICATRIZ,MAS ANDO MEIO DESSEPICIONADA COM MEU CORPO, MAIS FOI UMA ESPERIENCIA TÃO BOA QUE NEM ESTOU ME PRELCUPANDO MAIS POIS O MEU MARIDO CUIDA MUITO BEM DE ME, E ME ENSENTIVA SEMPRE HA NÃO DESISTI POIS VOU VOLTA AO NORMAL É QUESTÃO DE TEMPO,ASSIM COM O ENSENTIVO DELE TO ME RECUPERANDO BEM MELHOR E O NOSSO AMOR VEM CRESCENDO A CADA DIA.
    OBRIGADA!!!!!

  8. eu nao aguentei a quarentena,com apenas 25 dias
    eu ja estava fazendo amor com meu marido.

  9. Bom, eu tive parto cesárea de emergência e achei horrível a experiência, ainda mais que tive complicações depois e fiquei 10 dias internada. Me preparei a gestação toda pra um parto normal, mas infelizmente, não foi possível… Agora, sobre a libido… bom, estou no 34º dia da quarentena, amamentando e já está bem complicado “me segurar” com meu marido, heheh… estamos ambos contando os dias para acabar a quarentena ^^

  10. Tive meu primeiro filho há pouco mais de 1 mês. Gostaria muito que ele pudesse ter nascido de parto normal, mas não estava na posição correta e tivemos que fazer cesárea. Morria de medo pelos comentarios que se faziam principalmente com a recuperaçao desse tipo de cirurgia, do leite demorar mais pra descer, enfim. Gostaria de deixar meu depoimento aqui para aquelas mães que tb tem esse mesmo sentimento. Eu acredito que hoje em dia os recursos que se tem nem se compara com antigamente (as avós insistem em fazermos parto normal), onde na época delas realmente a unica opção era o parto normal, concordo até porque é o natural da coisa e o mais indicado se todas as condições da mae e do bebe estao a favor disso, mas exatamente isso, se todas as condições estao a favor. Mas posso dizer que no meu caso segui as indicações do médico, muito bom por sinal e minha cesarea foi muuuuito tranquila, recuperação 100%, nota-se a melhora dia após dia. Realmente a barriga fica muito inchada, nos primeiros dias o desconforto com os pontos existe, mas tudo suportável, no mesmo dia do nascimento consegui amamentar. Você mamae que tem dúvida pense sempre no melhor pra você e para o seu filho. Que Deus acompanhe vocês nessa caminhada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s