Top five programa de índio em Porto Alegre

Por Ana Emília Cardoso.

Se você, como eu, tem filhos pequenos, sabe bem o que é um longo final de semana pela frente. Crianças não querem só saber de Discoverykids. Quer dizer, elas até querem, mas vão ficando irritadas e nós, idem.

Pois bem, nos últimos anos tenho me metido em programas de índio variados no afã de tornar os weekends mais divertidos. Algumas coisas eu aprendi: o que não fazer e onde não ir mais e compartilho hoje, aqui com vocês.

#1. O banho de Guaíba, sem dúvida alguma, encabeça a lista dos programas horrorosos. Não, eu não mergulhei na prainha do Gasômetro! Minha loucura não chegou a esse grau. Eu fui – atrás de muitas indicações – à Itapuã.

Nunca, nunca faça isso. Lá é horrível, lodoso, cheio de gente fumando maconha e assando carne no meio de umas valetas de pedra. Show do horror. Aquela água morna, aquelas pessoas sentadas de biquini na areia, os chinelos arrebentando no chão escaldante e a Anita – feliz da vida – gritando: Eba! Piscina, Guaíba!!!!!!!!

Ela gostou, mas nós, os pais, odiamos. Não volto nem amarrada. Não sei como não peguei nenhuma pereba.

#2. Festa do Moranguinho em Bom Princípio. Calor insuportável, morangos desmaiados, parque de diversões mega barulhento. Você não precisa disso no seu cv, vai por mim!

#3. Festival de Balonismo em Torres. Talvez um dia eu consiga mudar minha opinião sobre este evento. Talvez um dia eu consiga assistir a esse evento. Na última tentativa chovia horrores, Torres tinha mais umas 10 competições rolando e não havia lugar pra comer, pra fazer nada. Pra piorar, o tal padre tinha sumido.

#4. Marina Park é o ó. A barulheira já me irritou de início, o fundo de cimento das piscinas mega temáticas, idem. Mas, o pior foi quando começou a chover. Tivemos que ir para um piscinona coberta, daquelas com mil partes e um bar no meio. Entre batatas fritas, adultos bêbados e seus drinks, cheiro de fritura, gritarias e som da chuva batendo naquele teto de amianto o pior eram os adolescentes se amassando e fazendo de tudo nas bordas da piscina. Nojento é apelido.

#5. Circo espanhol. É tão caidinho que dá pena, mas é bizarro, bizarríssimo e caro, R$ 25,00 por pessoa.

Anúncios

3 Respostas para “Top five programa de índio em Porto Alegre

  1. haha, foi em torres que o padre sumiu no balao??? kkkk

    Casa de Anita responde: Não, mas foi no mesmo dia e a ‘comunidade baloeira’ estava chocada com a atitude estúpida do padre e ninguém sabia onde ele estava. Clima super tenso.

  2. Tadinho dos nativos dessa terra… hehehehehe Acho que devemos começar a pescar com as crianças…brincar de fazer fogo…dormir na rede. Camping nelas!!! Domingo fomos no maior shopping de Curitas…falavam…os CUritibócas que só tinha vileiro…adoramos o Palladium…muito legal e chique…espaçoso!!! Lá fora estava frio…chuva…vento…esse programa de aborígenes foi show!

  3. Ana, me desculpe, mas vou ter que defender Itapuã, tu foi na área aberta por isso não gostou. Tu tens que conhecer o parque Estadual de Itapuã, que são vários (http://www.bemtevibrasil.com.br/itapua.htm). São reservas ecológicas com toda infra de churrasqueira, estacionamento, banheiros limpos e com papel higiênico e sabonete!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s