No décimo oitavo andar

Por Ana Emília

Agora há pouco uma amiga minha de Floripa que está fazendo o curso Perestroika em Porto Alegre me ligou me chamando para tomar um chopp. Aliás, tá me ligando de novo.

O fato é que – mesmo sem filho e sem marido em casa hj – to muito cansada. Acordei às 7 hs e fiz mil coisas o dia todo. Tomar banho e ir pra Cidade Baixa à essa hora [ 22] seria um esforço sobre-humano e me dá até aqueles tremeliquezinhos de sono. Sabe aqueles tremeliques que algumas pessoas têm antes de capotar? Eu tremo 3 vezes e apago.

Será que é a idade? Não tenho nem 32 ainda. Hoje fizemos um festa de 90 anos pro avô do meu marido, em Novo Hamburgo e rolaram umas perguntas pós-parabéns. Alguns queriam saber o que ele achava da data, outros se ele imaginava que chegaria tão longe. Em tal coletiva informal, perguntei qual foi a melhor fase da vida dele, que é 3 X a minha.

Ele respondeu que quando o primeiro filho nasceu, quando brincava com os filhos pequeninos. Coincidência ou não é a fase em que estou.

No décimo oitavo andar
. Da felicidade, segunda essa mesma amiga que quer tomar uns choppes hoje e me convidou já sabendo que eu não ía. Ela mesma me deu a desculpa: Ah, Ana Emília, é que tu tá no décimo oitavo andar da felicidade, já te disse isso.

Na verdade ela nunca disse, deve ser coisa da tal Perestroika. Mas, seja lá o que for, estou sim… feliz e sem a menor vontade de sair, estacionar, beber e voltar pra casa caindo de sono torcendo pra não cair numa blitz. Prefiro mesmo pensar que não é coisa da idade, é apenas felicidade.

Anúncios

6 Respostas para “No décimo oitavo andar

  1. Feliz e cada vez mais blogger! Quem diria que vc trocaria um chopinho por um post….

    Aproveite, hoje todos falamos que estamos com saudades de vcs! Tomara que dê pra vc vir em maio!

  2. adorei!!

  3. Fofa, adorei ler isso, pensei que não troco ficar fazendo bagunça em casa com o Pedro por nada desse mundo!!!!! Bjks

  4. Ontem foi a noite das gargalhadas…as meninas são muito fofis…

  5. Reidy Rolim de Moura

    Ai Ana.. acho que estou no décimo oitavo andar também… abraços!!!

  6. Também percebo mudanças e concordo: são coisas da felicidade…plenitude… e não da idade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s